Vendedor que filmou Damares em loja é demitido

Thiego Amorim havia questionado ministra sobre sua declaração de que uma “nova era” chegou no Brasil, onde “menino veste azul e menina veste rosa

Após ter filmado a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, em uma lojas de roupas, sobre sua declaração de que uma “nova era” chegou no Brasil, onde “menino veste azul e menina veste rosa”, o vendedor Thiego Amorim usou suas redes sociais para contar que foi demitido.

“Amores, venho através desse post informá-los que não faço mas parte do quadro de funcionários da marca. Ali ficou pequeno demais pra mim”, postou o vendedor.

O encontro dele com a ministra viralizou nas redes sociais. Depois do episódio, ele chegou a entrar com representação, na Procuradoria-Geral da República (PGR), contra a ministra, alegando ter sido “agredido” por ela.

Este não foi, no entanto, o posicionamento da loja, que preferiu pedir desculpas a Damares. “Gostaríamos de pedir desculpas pelo atendimento inadequado de um de nossos funcionários da loja localizada no Brasília Shopping no último dia 02.01.2019, reconhecemos que não houve por parte de V.Sa. qualquer tipo de agressão no interior da loja”, diz a mensagem do estabelecimento comercial.

João Alberto

Jornalista: DRT 0008505/DF. Radialista, Escritor e Poeta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *